Quais estratégias a Tracksale adota para proteção de dados dos clientes

Quais estratégias a Tracksale adota para proteção de dados dos clientes

Você já ouviu falar em Lei Geral de Proteção de Dados do Brasil? Ela irá entrar em vigor em agosto de 2020 e tem deixado muitas empresas de orelha em pé. O tema não nos pega de surpresa, porque uma das nossas prioridades é a proteção de dados na Tracksale.

Por isso, resolvemos dividir a nossa experiência com você. Desenvolvemos este artigo explorando toda a nossa expertise para que a sua empresa também comece a correr para atender à LGPD. Vem ler!

Regras de proteção de dados no mundo

A lei de proteção de dados mais famosa do mundo, por seu caráter protetivo e extraterritorial, é o Regulamento Geral sobre Proteção de Dados (tradução do inglês General Data Protection Regulation, GDPR), lei articulada pela União Europeia desde 2012 e aprovada em 2016.

O princípio básico da GDPR é que os cidadãos dos países do bloco têm direito à proteção dos seus dados. Lendo assim, o princípio parece ser lógico, não é? Infelizmente, não é tão simples. A partir dele, todas as instituições, de qualquer tipo, devem obedecer regras rígidas para coleta, processamento, armazenamento e compartilhamento de dados pessoais.

Porém, os efeitos da GDPR vão além do território europeu. Se uma empresa lida com dados de europeus ou oferece produtos e serviços para a região, ela é obrigada a adequar a sua forma de coletar e tratar dados. É o caso da Tracksale, que atende clientes em outros países.

Ou seja, a GDPR impacta em grande parte dos negócios do Brasil. Por isso todo esforço é necessário para corresponder às exigências de lá.

A lei é bastante completa e rígida. Recentemente, o Google foi multado na França em €50 milhões por “falta de transparência, informação incorreta e ausência de consentimento válido na publicidade personalizada”.

A importância da Lei de Proteção de Dados no Brasil

No Brasil, embora recentemente tenha sido aprovada a Lei nº 13.709/2018 (LGDP), não é de hoje que o país trata de dados pessoais. Temos mais de 40 leis sobre. O Código de Defesa do Consumidor e o Marco Civil da Internet são alguns exemplos. Mas nenhum garantia legalmente o uso de informações dos cidadãos.

Um adendo: são considerados dados pessoais informações relacionadas à pessoa natural, que a identificam ou a tornam identificável. Ou seja, é dado pessoal se ele permite a identificação, direta ou indireta, da pessoa. Exemplo: nome, sobrenome, CPF, telefone, cookies, endereço de IP e outros.

Uma vez que, hoje, as principais empresas de tecnologia do mundo, como WhatsApp, Uber, Google, Tracksale e outras se baseiam no uso de dados pessoais, uma lei específica para proteção de dados era mais do que necessária.

Para além disso, existem empresas especializadas na coleta e venda desse tipo de dado. Sem uma regulamentação sobre a responsabilidade das empresas na comercialização de dados, os consumidores podem ter seus dados circulando sem autorização prévia.

Em 2018, o Uber admitiu que foram roubados dados de mais de 57 milhões de seus usuários, em 2016. Desses, 196 mil são usuários brasileiros. Mas o caso mais escandaloso que preocupou muito os usuários do Brasil foi o uso político de dados do Facebook. O vazamento expôs dados de 50 milhões de usuários e gerou insegurança na rede social.

Como a Lei de Proteção de Dados impacta na Tracksale

A Tracksale atua em 9 países com mais de 1250 marcas, impactando mais de 100 milhões de consumidores no Brasil e na América Latina. Lidamos com dados pessoais de toda sorte. Isso nos leva à busca constante das melhores práticas e tecnologias do mercado para assegurar a plataforma de fraudes.

Por atender empresas globais, temos que observar as regulamentações de proteção de dados de clientes de diversos setores do mercado.

A mais ampla e rígida delas é a GDPR, que devemos seguir, uma vez que atendemos empresas transnacionais.

Tudo isso nos garante expertise em garantir segurança aos parceiros no que se refere ao sigilo e integridade das informações, deixando-os confortáveis por terem dados em boas mãos.

Como a Tracksale trabalha para realizar a gestão de dados

Nós buscamos nos adequar às regulamentações de diversos setores bem como utilizamos tecnologias reconhecidas no mercado no que tange à proteção de dados e integridade de produtos.

A exemplo de quando a GDPR foi publicada, a nossa primeira iniciativa foi a reformulação do roadmap da nossa plataforma. Por isso, a tecnologia que iremos lançar em breve já está focada em privacidade, atendendo a diversos aspectos também da LGPD.

Além disso, como as nossas pesquisas de satisfação são realizadas por chatbots em SMS, WhatsApp e Widget, as interações exigem opt-in. Isso significa que os nossos clientes necessitam ter autorização dos seus consumidores para receberem pesquisa de satisfação.

Por deterem dados de milhares de clientes, os nossos parceiros são conscientizados sobre a responsabilidade desses dados e mitigam o risco de penalizações, inclusive financeiras, caso não se adequem às regulamentações.

Em função de tudo isso, estamos trabalhando com assessoria jurídica e de especialistas em segurança da informação. A ideia é mapear o caminho dos dados da atual plataforma e aumentar a performance da nossa tecnologia.

Para completar, vamos criar uma política a nível organizacional para garantir que todo Looper incorpore a responsabilidade na integridade das informações.

Mas não para por aí. Além das GDPR e LGDP, a Tracksale também está focando nas seguintes normas:

  • ISO 27.001 ( 2º semestre de 2020)
  • RESOLUÇÃO BACEN – 4658
  • HIPAA (Health Insurance Portability and Accountability Act)
  • TISS (Troca de Informação de Saúde Suplementar)
  • PCI DSS

Adeque a sua empresa à LGDP

O impulso do uso de dados tem garantido o sucesso dos processos de inovação nas empresas. Os dados estão sendo usados como nunca, independente do segmento, tamanho ou tipo de empresa.

Mas os vazamentos e mau uso já citados até aqui comprovam a necessidade sobre a consciência de que o dado pessoal precisa ser cuidado. A empresa que se atenta para isso gera confiança e reduz o risco de prejuízo financeiro e legal.

Infelizmente, consultores informam que a Tracksale está à frente de inúmeras empresas que ainda não se preocuparam com as novas regras. No entanto, aqui vai um spoiler: apesar da LGDP ainda não estar vigorando, o Ministério Público está atento.

Por isso, não importa não querer ou não poder se adaptar à Lei Geral de Proteção de Dados do Brasil. É a lei.

Curtiu o nosso artigo? Aproveite e compartilhe a nossa experiência com quem possui dúvidas sobre proteção de dados em empresa de tecnologia! 🙂