Como preparar seu e-commerce para Black Friday

Como preparar seu e-commerce para Black Friday

No início do mês, fizemos um texto para você sobre como melhorar a experiência do cliente na Black Friday. Mostramos o conceito dessa data, o constante crescimento dela no Brasil e, ainda, a importância de focar totalmente em seu público para oferecer algo realmente relevante — e que lhe traga bons retornos. 

Mas, e no caso específico do e-commerce? Como esse tipo de negócio pode se preparar para o grande volume de compras e transações da comemoração originalmente americana? 

É preciso estar atento a alguns pontos para proporcionar bons momentos para seus clientes. 

No artigo de hoje, confira como preparar seu e-commerce para Black Friday, atrair mais clientes e fidelizar o público com dicas práticas. Acompanhe! 

Como preparar meu e-commerce para a Black Friday? 

Apesar das peculiaridades encontradas no Brasil, a Black Friday se consolidou como uma data de relevância para o comércio nacional. E, dada a época de seu crescimento, fato é que as lojas virtuais, sem dúvidas, foram as que mais sentiram o impacto causado pela busca de promoções por parte do público. 

Aliás, você sabia que, aqui no Brasil, essa explosão de promoções começou primeiro no digital, e só após se alastrou para as lojas físicas? E isso diz muito sobre o momento e comportamento do consumidor. 

E, uma vez que a Black Friday também carrega um grande contexto de fraudes, promoções irrelevantes e uma série de conflitos relacionados à atendimento, entrega e comunicação com as empresas, é fundamental que você saiba como preparar seu e-commerce para enfrentar todos os desafios da data e, ainda, dar boas experiências para seus clientes

Fato é que já estamos passando por um momento em que a preocupação genuína com o público torna-se um verdadeiro diferencial competitivo frente à vasta gama de fornecedores do mercado. E, em um momento delicado como a Black Friday, isso se dá de forma ainda mais clara. 

Mas, afinal, como preparar seu e-commerce para a Black Friday? Vamos lhe dar algumas recomendações essenciais abaixo.

First things first: esteja em dia com a sua infraestrutura 

De acordo com dados levantados pela E-commerce Brasil (2017), o aumento do tráfego de lojas virtuais na Black Friday poderia chegar em até 6x mais do que os números de um dia regular. E, tendo isso em vista, você já deve ter entendido que a estrutura de seu site precisa suportar todo esse fluxo, certo? 

Para proporcionar uma boa experiência para seu cliente (e uma boa experiência do usuário, é claro), é imprescindível que você cheque: 

  • se o seu servidor é robusto o suficiente (caso o provedor seja terceirizado, isso também deve ser levado em conta com o seu fornecedor);
  • se foi feita uma verificação de segurança, a fim de não violar os dados de seu público;
  • se o seu site, de forma geral, corresponde às expectativas do perfil de seu consumidor (boa navegação, fluxo intuitivo, facilidade para realizar ações etc.). Aqui, não se esqueça da importância de um site responsivo;
  • se os sistemas atrelados ao seu e-commerce também estão funcionando de maneira adequada: pagamento, envio da compra, etc. 

No caso de nossa última dica, voltada para o pagamento, aqui fica uma indicação: muitos e-commerces desabilitam o pagamento por boleto, porque ele “segura” o produto e, em alguns casos, o cliente pode não pagar e finalizar a compra. Essa é uma possibilidade que pode ser considerada. 

Mas existe sempre, é claro, a possibilidade de alguns problemas acontecerem. E é isso que nos leva à próxima dica. 

Tenha uma equipe de suporte preparada 

Não importa se as suas promoções durarão uma semana, três, dois ou um dia: é fundamental que você tenha à disposição de seus usuários uma equipe de suporte treinada e pronta para auxiliar em caso de problemas com o site, com o pagamento, etc. 

Ainda que o seu público passe por alguma situação adversa, nem tudo está perdido. Conseguir contornar os conflitos com profissionais qualificados, dispostos e que oferecem um bom atendimento é também um diferencial em meio ao fluxo intenso da Black Friday. 

Nesse sentido, uma informação se mostra interessante: você sabia que, mesmo com os preços irresistíveis da Black Friday, 51% dos consumidores tomam suas decisões de compra com base na experiência e confiança que se tem na marca? Os dados são de um relatório da Google, de 2017, nos reforçam a importância de atuar de forma customer centric constantemente, portanto. 

Saiba divulgar suas promoções 

Para realmente saber como preparar seu e-commerce para Black Friday, não podíamos deixar de fora uma boa divulgação — afinal, estamos falando sobre um ambiente totalmente online. Por isso, o investimento aqui é fundamental. 

Nesse sentido, algumas estratégias de marketing digital podem funcionar para o seu negócio. Só não deixe de pesquisar sobre o que tem mais aderência no seu caso. Confira algumas dicas abaixo:

  • remarketing (atrelado ao carrinho de compras);
  • posts patrocinados (divulgando o “evento” de forma geral, com datas e porcentagem de descontos);
  • estratégias de e-mail marketing personalizadas (de acordo com o perfil de seus clientes); 
  • grupos de WhatsApp/Telegram com alguns clientes selecionados e engajados, oferecendo descontos com antecedência. 

E, aproveitando o ensejo da última dica, não se esqueça da importância primordial de antecipar os seus descontos de forma estratégica. Isso cria expectativas no público e faz com que eles já virem os olhares para o seu negócio. 

Seja criativo: ofereça um plus

É claro que você precisa oferecer promoções relevantes para o seu público, mas uma simples porcentagem de desconto pode não ser o suficiente frente à movimentação dos concorrentes na Black Friday. Por isso, a criatividade é fundamental para proporcionar experiências que saltem aos olhos dos clientes e potenciais clientes. 

Para além dos 50, 60, 70% OFF, que tal pensar em estratégias como “leve 2, pague 1”, descontos progressivos, promoções combinadas (de produtos que, geralmente, são comprados juntos) e por aí vai? Esse tipo de técnica pode estimular ainda mais o público. 

E mais: o frete grátis também pode chamar atenção de seus consumidores. Fique de olho nessa possibilidade para preparar seu e-commerce para Black Friday da melhor forma possível. 

Não se esqueça: a Black Friday também impacta no pós-venda

Preparar seu e-commerce para Black Friday não diz respeito apenas às ações anteriores à data. É preciso que haja planejamento, também, para o momento do pós-venda. Afinal, mais do que a tecnologia em si e o marketing, sua loja virtual também está intrinsecamente ligada à logística e entrega — e esses pontos podem virar gargalos.

A Black Friday só acaba quando o cliente recebe seu produto em casa e, caso haja alguma reclamação, só se finda quando o conflito for totalmente resolvido. E, em nosso próximo conteúdo sobre a data, falaremos exatamente desse momento. 

E aí, gostou das nossas dicas para preparar seu e-commerce para Black Friday? Continue com a gente nas próximas semanas e confira ainda mais informações exclusivas para você e seu negócio, sempre focando na experiência do cliente.