Inovação em Customer Experience de Seguros: 5 exemplos disruptivos

Inovação em Customer Experience de Seguros: 5 exemplos disruptivos

Hoje, praticamente todos os segmentos estão maduros para negócios disruptivos. A indústria de seguros de $3.7 trilhões não é exceção. Em muitos aspectos, um negócio perceptualmente comoditizado, as empresas que ganham – como a famosa customer centric USAA – são aquelas que criam diferenciação através das experiências que elas fornecem e o modo como seus clientes sentem como resultado.

No entanto, a USAA e um punhado de outras como ela são a exceção. Como as empresas mais estabelecidas tendem a mover-se lentamente para usar seu atual tamanho, informação e recursos favorecem para melhor servir seus clientes, empresários inteligentes e as startups que eles dirigem estão atacando o negócio de seguros com experiências do cliente inovadoras que agregam valor e solucionam problemas.

O fato é que a indústria de seguros não tem evoluído tanto desde que o conceito foi introduzido no final dos anos 1700. Aqui estão cinco maneiras que as inovações na experiência do cliente estão mudando o negócio e desafiando o status quo para as seguradoras e seus clientes.

“Pay-as-you-drive”, apólices de seguro de automóveis baseadas no uso reduzem os custos para os segurados e os riscos para a seguradora

A maioria das apólices de seguro automóvel cobram com base na idade e no histórico do motorista. Agora, a distância que você dirige – e como você dirige – pode resultar em prêmios mais baixos. A Zubie está trabalhando com a Progressive Insurance para colocar dispositivos de gravação em seu carro, enquanto a Censio usa um aplicativo para recolher grande parte dos mesmos dados. Um bônus? Alguns destes podem lhe dizer quando seu carro precisa de atenção também.

Gerentes de seguros digitais ajudam você a gerenciar todas as suas políticas (e venderá seu seguro também, se quiser…)

Quantas políticas de seguro você tem? Embora eu não possa fazer uma estimativa precisa, eu vou arriscar 10 ou mais. Entre vida, veículo, saúde, propriedade e mais…é muito. E eu não estou sozinho. Agora, startups como Knip e FunctionFox tornam fácil gerenciar todas as suas políticas do seu smartphone. E se você precisar de mais? Ei, eles são corretores também…

Câmeras de segurança na entrada da casa desencorajam assaltantes e prêmios inferiores ao proprietário

Um detector de movimento grava quem vem à sua varanda e imediatamente salva a gravação na nuvem. Os clientes da American Family Insurances que usam o Ring System ganham 5% de poupança prêmio e um reembolso dedutível se um roubo ocorrer. A Vivent permite que os proprietários saibam se uma janela foi quebrada, por exemplo – e dá descontos para clientes da Liberty Mutual quando eles o instalam.

Seguro “por demanda” oferece cobertura de microsseguro apenas quando os consumidores precisam

Você precisa de que todas as suas apólices de seguro estejam ativas o tempo todo? Claro que não. Durante anos, temos sido capazes de comprar um seguro de viagem, conforme necessário, cobrindo passagem aérea ou taxas do hotel se algo der errado. Agora, empresas como Metromile oferecem “um seguro de carro pay-per-mile revolucionário  para o motorista moderno”. Em outras palavras, os clientes serão capazes de pagar o seguro como eles precisarem e somente quando eles precisarem.

Reclamações de propriedade e auto-seguro feitas mais facilmente e de modo mais agradável (e virtual)

Vamos admitir. Para a maioria de nós, só acionamos o seguro depois que algo acontece de errado. É por isso que empresas como a SnapSheet veem uma oportunidade para uma verdadeira solução para reclamações móveis, permitindo que os clientes façam suas reclamações virtualmente. Resultados? Experiência do cliente excepcional – além de ser mais rápida e mais fácil para os reguladores também.

Cada uma dessas empresas, serviços e produtos existem por uma única razão: elas foram projetadas para eliminar um ponto fraco de clientes existente. No fundo, isso é o que resume a melhoria da customer experience: encontrar e remover aquelas áreas onde a fricção acrescenta-se ao tempo ou frustração desperdiçados – como nos exemplos acima.

Este artigo é o primeiro de uma série que pretendo publicar ao longo do próximo ano, com base nas ideias publicadas no livro Smart Customers, Stupid Companies, de 2012. Elas também têm base no conhecimento que adquirimos trabalhando com empresas de todo o mundo para melhorar a experiência do cliente.

Portanto, fique atento quando olhamos para a inovação da experiência nos setores bancários, de varejo, B2B, de saúde e outros nos próximos meses. Pensar em maneiras de mudar “como as coisas são feitas” é ótimo. Nesse espírito, eu espero que você goste de pensar em como esses tipos de coisas poderiam se aplicar ao seu negócio – e aos seus clientes.

Fonte: Artigo traduzido da publicação original Insurance Customer Experience Innovation: 5 Disruptive Examples do site McorpCX.

 

Conheça os nossos parceiros:

Marketing
por Dados:

BuscarID
Desenvolvimento
e Manutenção:

CircusDigital
Estudos
e Relatórios:

Octadesk
Marketing de
Conteúdo:

Contentools
Especialista
em CX:

CXHub