Cultura organizacional: o que é e qual a sua importância?

Cultura organizacional: o que é e qual a sua importância?

Dentro de uma instituição existem elementos que influenciam direta e indiretamente em seu desempenho como um todo. Tais elementos, muitas vezes, podem parecer invisíveis no sentido de não serem facilmente observados. Dentre eles podemos destacar pela influência que possui dentro de uma organização, a cultura organizacional.

Neste post discutiremos o que é cultura organizacional e qual a sua importância no ponto de vista estratégico para a gestão de uma empresa. Entenda porque ela é fundamental para o sucesso nos negócios!

A formação da cultura organizacional

É possível compreender, por exemplo, que uma pessoa não é formada apenas pelas suas características físicas, mas também pelo ambiente em que vive e outros fatores externos de comportamento e formação educacional.

A sua história de vida e os seus hábitos são o que mais influenciam nas suas atitudes e no resultado das mesmas, e toda essa bagagem individual se insere em um grupo maior que formam uma cultura embebida de diversas particularidades que juntas tendem a formar um certo padrão na Organização.

A Organização, segundo o teórico organizacional Maximiniano, é uma combinação de esforços que visam a um propósito coletivo. Através dela pode-se alcançar objetivos e realizar determinadas ações, as quais geram impactos na sociedade.

A cultura organizacional é, portanto, o conjunto de crenças, valores, comportamentos e resultados dessas ações dentro de uma organização.

Sua interferência na dinâmica do negócio

O autor do livro “Comportamento Organizacional” Idalberto Chiavenato, um dos principais teóricos da área, compara a cultura organizacional à figura de um iceberg. Nessa comparação, ele atenta para o fato de que dentro de uma instituição existem fatores implícitos e explícitos atuando ao mesmo tempo.

Os fatores explícitos, mais facilmente identificados, como hábitos, artefatos e estilo de relacionamento, são comparados à ponta do iceberg. Já os outros fatores, ditos como implícitos, são os que mais influenciam na dinâmica de uma empresa, pois neles estão crenças muitas vezes cristalizadas, valores individuais e coletivos, além de todo um histórico de fracasso ou sucesso que a empresa carrega.

A partir disso, surge outro elemento importante: o clima organizacional, que diz respeito ao ambiente de trabalho em si e o que seus colaboradores pensam sobre o mesmo. Esse aspecto é diretamente influenciado pela cultura organizacional, sendo os dois interdependentes e determinantes para o desempenho de uma empresa.

A função estratégica da cultura organizacional

Todo diagnóstico empresarial inclui a análise do clima e cultura organizacional, sendo o primeiro resultado também do segundo. Com isso, conforme se tem uma definição sobre o clima de uma empresa, começa-se um trabalho de investigar possíveis características da cultura que possam estar desencadeando as situações atuais apontadas pelo diagnóstico.

Isso é feito através de recursos técnicos, avaliações, pesquisas de clima organizacional, entre outros. Somente a partir daí que se pode fazer alguma intervenção, pois é na cultura que se obtém todo o repertório necessário para o conhecimento real de uma instituição.

Toda mudança precisa ser profunda para ser duradoura quando se trata da cultura organizacional de uma empresa. Uma avaliação superficial produz efeitos passageiros, o que pode fazer com que conflitos e déficits aumentem gradativamente, podendo até mesmo impossibilitar o cumprimento de ações essenciais para a sobrevivência de um negócio.

Muitos gestores ainda precisam compreender a diferença substancial entre clima organizacional e cultura organizacional para usar estrategicamente estas informações para suas ações motivacionais e comerciais relacionadas ao atendimento ao cliente.

Se você também gostaria de saber esta diferença e receber outros materiais que vão ajudar na gestão da sua empresa, assine a nossa newsletter.