fbpx

Coleta de dados: 7 motivos para a sua empresa começar agora

Coleta de dados: 7 motivos para a sua empresa começar agora

O número de dados no mundo está explodindo e a previsão é que ele não pare de explodir. Finalmente, instituições e organizações de todo o mundo se atentaram para a importância da coleta de dados. O resultado são informações acionáveis para identificar necessidades e potencialidades dos indivíduos.

Não à toa milhões de empresas ao redor do mundo realizam pesquisas frequentes perguntando aos seus clientes qual a probabilidade de recomendar um produto ou empresa a amigos ou colegas.

São empresas que veem o feedback do cliente como um dado tão importante quanto aquele extraído de um relatório financeiro. Elas são capazes de correlacionar esses dados e muitos outros. Essas empresas veem no cliente um termômetro do sucesso da companhia e uma fonte de dados concretos para decisões estratégicas.

A sua empresa já faz parte desse rol? Confira 7 motivos para começar a coletar dados dos seus clientes agora!

1 – Quem é o seu cliente

Como é o rosto do seu cliente? Calma, não precisamos ir tão longe. Mas a empresa sabe do que ele gosta, qual experiência ele deseja ter? Quais são as necessidades do seu cliente que a sua equipe deve sanar com urgência?

Para ter um relacionamento de alto nível com o seu cliente, é preciso ganhar a confiança do mesmo. Mas isso só será possível a partir de uma interação com dados..

A coleta de dados deve fazer parte da estratégia de qualquer empresa, não importa o tamanho ou o setor. Saber detalhes sobre o seu consumidor permite que negociações sejam realizadas de forma mais simplificada e ágil.

Dados como telefone, endereço, e-mail devem constar no registro de cada cliente tal como o histórico de compras, de interações, de pontos de compra etc. Uma base de dados bem estruturada pode ser integrada a outras ferramentas analíticas e de pesquisa, como a Tracksale, e ser muito útil na hora de capturar feedbacks dos clientes.

A sua empresa possui uma base de dados completa? Experimente testar a Tracksale e descubra como explorar ainda mais os dados dos seus clientes a favor do seu negócio.

Faça teste grátis da Tracksale

2 – Contra mitos, estratégia de dados

Ah, o feeling…! Toda boa história de empreendedor de sucesso é protagonizada pelo bom e velho feeling. É ele quem dá o tom para o heroísmo dos grandes show business. Mas você sabia que o feeling não é tão rotineiro nas grandes organizações quanto se imagina?

As empresas inteligentes apostam na coleta de feedbacks e na captura de dados com frequência como etapa inerente de qualquer fase da jornada.

Basicamente, a estratégia de dados tem por objetivo capturar, catalogar e analisar feedbacks e dados em grande escala. A robustez de conhecimento adquirida sobre mercados, produtos, serviços e clientes a torna um grande diferencial competitivo.

Por estratégia de dados, portanto, entende-se explorar gamas maiores de públicos e cenários versus amostras, a fim de garantir insumos para decisões mais sistematizadas. E é nesse momento que se recomenda entrar não exatamente o feeling, mas a análise crítica.

Se ninguém contou a você, dados são o verdadeiro segredo do sucesso dos heróis do empreendedorismo.

3 – Coleta de dados preditiva reduz falhas

Empresas que aguçam a sua capacidade preditiva com a captura de dados têm se tornado mais comum. Analistas das maiores companhias organizacionais combinam técnicas sofisticadas para explorar dados para insights. São empresas que acreditam no valor dos dados também para reduzir falhas e aumentar a satisfação de clientes.

Em contrapartida, organizações menos competitivas tendem a tardar o uso de dados, acreditando que estratégias de dados são promessas de inovação para dali a muitos anos. Para essas, temos uma boa e uma má notícias. A boa é que o mercado está cheio de ferramentas que facilitam o acesso, gerenciamento e a análise de dados.

A má notícia também é bastante óbvia. Enquanto não aumentarem a sua capacidade preditiva e de evolução, empresas menos competitivas perdem market share.

O uso de dados pode aumentar drasticamente a confiabilidade de clientes, envolvendo-os na projeção de novos produtos e serviços. Experimente já!

4 – Estratégia de dados para estratégia de negócios

Qual a estratégia de negócios da sua empresa? É ela quem deve comandar a estratégia de dados. Se a sua empresa é de bens de consumo, por exemplo a Fiat, e ela pretende lançar um novo produto, certamente a maior preocupação é com a imagem da marca. Seria essencial, portanto, usar ferramentas de alta performance para monitorar influenciadores com maior impacto positivo na sua marca.

Outro exemplo é se a sua empresa é um e-commerce. A preocupação seria a de competir em preço. Logo, poderiam ser usadas plataformas para medir dinamicamente os preços da concorrência para oferecer o melhor custo quando o cliente acessar o seu site.

Por isso, uma empresa que invista forte em dados e em análises precisa ter em mente quais estratégias irá lançar mão para incorporar as informações em seus negócios. Lidar com dados sem orquestrar mudanças em todos os pontos de contato da jornada do consumidor, ou sem levar os colaboradores a compreender como as análises avançadas podem contribuir com as suas lojas, é lidar com o insucesso.

Sugere-se desenvolver um planejamento estratégico para coleta de dados que identifique quais dados precisam ou não ser coletados, quais métricas e tags merecem valor, assim como canais de coletas (E-mail, SMS, Widget, WhatsApp etc) adequados e tecnologia potente para armazenar e acessar os dados.

5 – Fidelização de clientes com uso de dados

É a ferramenta automatizada que captura os dados, mas quem eleva a experiência do cliente ainda são os humanos. O Net Promoter Score está aí para comprovar! Ao fechar o loop, o Customer Success transforma o feedback em melhorias no processo e aproveita para oferecer experiência inesquecível ao cliente.

De posse dos dados, o profissional identifica o cliente que teve uma experiência ruim ao longo da jornada e o convoca para uma interação de alta qualidade.

Mesmo que os dados sejam extraídos em massa e em escala, as oportunidades de experiências únicas ainda devem ser individuais. Um e-commerce de vinhos que não envia uma pesquisa após um webinar com sommeliers não vai conseguir entender o porquê do cliente ter recusado as ofertas de rótulos especiais ao final da gravação. Já outra loja online vai sair na frente por constantemente monitorar as interações do cliente e perceber que ele também é um sommelier e deseja rótulos premiuns.

Todas as ações de uma empresa devem ser monitoradas, visando coletar dados que aumentem a satisfação dos seus clientes. Inicie já a monitorar a satisfação dos seus clientes com a Tracksale.

Confira também:

Coleta de opinião: qual o melhor canal para obter resultados?

Métricas e ROI da Experiência do Cliente

6 – Coleta de dados para transformar negócios

Netflix utiliza dados para recomendar conteúdos em seu streaming. Empresas de seguro utilizam o processamento de dados para identificar pessoas e suas relações familiares no objetivo de reduzir fraudes. Líderes sênior fazem uso de relatórios avançados para tomar decisões em cenários de crise financeira. Gerentes de operações criam novas ofertas de produtos a partir da análise de dados. Seguradora determina quem pode parar no hospital a partir de dados de sinistros.

Deu para perceber em quantos níveis os dados podem proporcionar mudanças e oportunidades de business?

7 – Mais fácil ultrapassar a concorrência

Empresas que implementam a coleta de dados com alto desempenho e estão à frente da concorrência não são mais ricas. Mas redefiniram os campos de batalha por mercado.

Imagine que uma empresa de entrega online de comida identificou um aumento do número de pedidos entre os dias 28 (fim do mês) e 03 (início). Analisando quem são os clientes mais comuns do período, é fácil reconhecer o período de recarga do ticket alimentação.

Para aumentar a expectativa desse público e estimulá-lo a consumir mais pelo aplicativo de entrega, em vez de se deslocar até restaurantes próximos ao trabalho, a empresa antecipa o envio de ofertas especiais para quem possui o ticket cadastrado por volta dos dias 26 e 27.

Esse exemplo destaca o quanto a vantagem competitiva não se limita a grandes organizações. Mas sim a empresas que desejam se antecipar e acertar na satisfação de clientes.

Calculadora NPS Tracksale

Bônus: 2 dicas para fazer coleta de dados do jeito certo

No começo de 2018, um escândalo envolvendo o Facebook e a coleta de dados eclodiu em todo o mundo. Um pesquisador teria coletado dados de milhões de usuários por meio de um quiz na rede social e vendido à consultoria política Cambridge Analytica.

O caso deixou usuários de internet em alerta sobre o uso indevido de dados. Ficam aqui duas dicas para que a sua empresa faça coleta de dados do jeito certo e não sofra retaliação por parte dos seus consumidores.

1 – Peça permissão

Uma pesquisa realizada pela Bain&Company revelou que 80% das pessoas sabem que seus dados são usados de uma maneira ou de outra. Já 91% não querem que seus dados sejam vendidos. O que nos faz acreditar que, em suma, os consumidores não se importam com a coleta de dados, desde que eles permitam isso.

A comunicação transparente tem poder sobre a confiança do seu cliente.

2 – Proteja os dados dos seus clientes

A dica 1 nos traz até aqui e alerta sobre a necessidade de comprometimento das empresas com seus clientes.

Por mais que o cliente marque a opção “Concordo” ao adquirir um serviço da sua empresa, ele pode não ter lido o termo de acordo. O acordo, portanto, é unilateral porque garante apenas que a sua empresa não sofra danos legais. Mas ao refletir sobre o uso dos seus dados, os clientes são categóricos: querem seus dados protegidos.

Faça coleta de feedbacks com a Tracksale

Preparado para iniciar a coleta de dados em sua empresa? Nós estamos apostando em você e estamos preparados para auxiliar a sua organização a coletar opiniões. Envie e-mail para hello@tracksale.co e fale com um dos nossos consultores. Até a próxima! =)

Conheça os nossos parceiros:

Marketing
por Dados:

BuscarID
Desenvolvimento
e Manutenção:

CircusDigital
Estudos
e Relatórios:

Octadesk
Marketing de
Conteúdo:

Contentools
Especialista
em CX:

CXHub